Título

Paleo ludens, datar e reconstituir o passado através dos fósseis...

Partilhar

Nº downloads 62

Ver Online

Detalhes

Descrição

A atividade inicia-se com a extração de cinco (5) cartas, aleatoriamente, do baralho que contem o conjunto de todas as cartas (potenciais fósseis a encontrar na região). À medida que vão sendo extraídas cada uma das cartas é colocada num dos cinco afloramentos representados no tabuleiro, à escolha, ou de acordo com uma ordem pré-definida (ex: Norte > Este > Sul > Oeste > Centro). Estas cinco cartas simbolizam os fósseis encontrados e identificados nos afloramentos que ocorrem numa dada região, no decurso dum hipotético trabalho de reconhecimento geológico. Cada afloramento está separado e isolado dos demais, ou seja, a sua relação estratigráfica não pode ser deduzida no terreno, necessitando para isso da informação associada a cada fóssil (contida na respetiva carta) encontrado na região. Cada uma das cartas tem informação taxonómica sobre um determinado g (i.e. a que grupo biológico pertence o paleo-organismo que lhe deu origem), uma imagem ou esquema ilustrativa do mesmo, e informação relativa ao intervalo cronostratigráfico durante o qual esse grupo existiu à superfície do Planeta. Primeira questão: De acordo com o Princípio da Parcimónia , qual o menor número de unidades geológicas (formações) que explicam a existência do conjunto de cinco fósseis encontrados (extraídos) e a sua idade? Tarefa #1. Construir uma tabela de distribuição vertical (cronostratigráfica) dos vários fósseis encontrados; Tarefa #2. Identificar qual(is) o(s) intervalo(s) em que há coincidência temporal (sobreposição) nas distribuições estratigráficas de fósseis paleoecologicamente compatíveis; Tarefa #3. Denominar cada intervalo (ex: formação A, B, ....) e definir os seus limites temporais inferior e superior (ex: formação A tem idade estimada entre o Devónico Médio e o Cretácico Superior, inclusive). Segunda questão: Qual a sequência de acontecimentos geológicos que ocorreram na região? Com base na interpretação paleoecológica dos fósseis que caracterizam cada (uma das) formação(ões) definir quais seriam as condições paleoambientais durante o intervalo de tempo correspondente, salientando a existência de possíveis eventos de transgressão, regressão, e/ou hiatos ou lacunas (de erosão ou não sedimentação).

Objetivo de Aprendizagem

O Paleo-tarot é uma atividade pedagógica na área da Paleontologia, na forma de jogo de cartas, daí o nome (“tarot”). A coleção de cartas pode ser definida tendo por base os grupos taxonómicos representados na coleção didática da Escola, os que ocorrem na região, os que podem ser observados em museus, ou os definidos por quaisquer outros critérios. O objetivo é ilustrar o modo como os fósseis podem ser utilizados na interpretação dos acontecimentos geológicos que ocorreram numa determinada região começando pela determinação da idade das formações geológicas que nela afloram.

Categoria

Geologia - 10º Ano

Unidade

Geologia, Paleontologia

Tema

Datação por fósseis (biostratigrafia)

Tipo de recurso

Outro

Interatividade

Informação adicional

Palavras-chave

Fósseis, datação, estratigrafia, interpretação paleoambiental

Nome do ficheiro

Paleo-tarot.zip

Tamanho do ficheiro

14.71 MB

Comentários

Edite Paula Silva Bolacha

Isto é muito giro mas exigente. Não diria para aplicação no 10º mas no 11º ano. Ou então construção do jogo no 10º e aplicação no 11º. E uma demonstração ao vivo também não era mau. Parabéns pela ideia. Os jogos, a brincar fazem a malta pensar!

06-09-2023

Recursos relacionados