Título

Trifolium repens L.

Partilhar

Descrição

Planta que pode atingir 100 cm de altura, com caules prostrados, radicantes e com rizoma ramoso. Folhas trifoliadas, longamente pecioladas, geralmente maculadas de branco, sem pêlos, margens serrilhadas, com estípulas ovadas a oblongas. Flores brancas ou levemente rosadas, dispostas em glomérulos umbeliformes dando origem ao fruto, uma vagem

Família: FABACEAE (LEGUMINOSAE)

Nome Vernáculo: Trevo-branco, Trevo-coroa-de-rei, Trevo-da-holanda, Trevo-ladino, Trevo-rasteiro.

Ecologia: Planta vivaz, ruderal e ripícola. Ocorre essencialmente em sítios húmidos, relvados, terrenos cultivados, margens de campos e caminhos. Prefere solos bem drenados, tolera relativamente bem o ensombramento e a geada.

Floração: Março a Outubro.

Estatuto: Nativa na Europa, norte de África e oeste da Ásia. Foi introduzida nas regiões de clima temperado, sendo atualmente comum na maior parte da América do Norte e da Nova Zelândia.

Observações: Podem ser consumidas as flores, as folhas, as raízes e as sementes. As folhas devem ser colhidas antes do aparecimento das flores e são usadas em saladas, sopas, etc., podendo ser cozinhadas (quando ficam melhores) ou secas e utilizadas como condimento (em arroz, por exemplo). As sementes, depois de levemente germinadas (rebentos), são usadas em saladas. As flores e as vagens podem ser secas e reduzidas a farinha, o mesmo podendo ser feito com a raiz. As flores secas ou frescas são usadas em infusões e as folhas secas conferem um leve sabor a baunilha a bolos.

Classificação

Trifolium repens

Localização

Polo 3 da UPorto

Data de Publicação

22 de Março de 2019

Nº de visualizações

50

Resolução

661px X 441px

Formato

.jpeg

Tipo De Imagem

Fotografias

Licença de utilização Creative Commons CC BY-NC-SA 4.0

Imagens Relacionadas