Título

ACE2: a porta de entrada para o novo coronavírus

Partilhar

Descrição

Coronavírus é um termo que representa um grupo de vírus comuns que infetam espécies de mamíferos e aves, causando doenças respiratórias, gastrointestinais e do sistema nervoso central. A etapa inicial, e uma das mais importantes na infeção viral de uma célula hospedeira, é o reconhecimento de recetores que determina a variedade de hospedeiros virais e infeção inter-espécies, sendo um alvo primário para intervenção antiviral.[1]

No SARS-CoV, a entrada nas células hospedeiras é mediada por uma proteína espícula (S) ancorada no envelope viral (representada a vermelho), que se liga inicialmente a um recetor hospedeiro (representado a azul) e depois promove a fusão das membranas viral e hospedeira. A enzima conversora da angiotensina 2 humana (hACE2) é o recetor celular para o coronavírus SARS-CoV-2.

As similaridades sequenciais entre as espículas dos vírus 2019-nCoV e SARS-CoV, bem como análises estruturais, sugerem fortemente a possibilidade do novo coronavírus compartilhar o mesmo recetor hACE2.[2]

Esta imagem foi criada a partir de coordenadas disponibilizadas no Protein Data Bank (ficheiro PDB 2AJF).


Referências:
1] - Li F. Receptor recognition mechanisms of coronaviruses: a decade of structural studies. J Virol. 2015;89(4):1954‐1964. doi:10.1128/JVI.02615-14
[2] - Wan Y, Shang J, Graham R, Baric RS, Li F. Receptor Recognition by the Novel Coronavirus from Wuhan: an Analysis Based on Decade-Long Structural Studies of SARS Coronavirus. J Virol. 2020;94(7):e00127-20. Published 2020 Mar 17. doi:10.1128/JVI.00127-20

Classificação

Localização

Data de Publicação

1 de Junho de 2020

Nº de visualizações

203

Resolução

1800px X 1200px

Formato

.jpg

Tipo De Imagem

Ilustrações

Licença de utilização Creative Commons CC BY-NC-SA 4.0

Imagens Relacionadas